Iniciativa: Mulher palestina faz jardins usando granadas da guerra

KRRbdpzEm uma incrível demonstração de resistência pacífica à situação de guerra vivida na Palestina, uma mulher da aldeia de Bilin, próxima a capital de Ramallah, teve uma atitude bela e extremamente simbólica. Utilizando granadas de gás lacrimogênio recolhidas durante anos em locais de confrontos entre soldados israelenses e palestinos, ela conseguiu plantar um jardim de flores que contrasta muito com a realidade do lugar.

w6Yvo4kAs flores são cultivadas em um terreno localizado em uma área bastante conflituosa reivindicada pelos palestinos em uma batalha legal que definiu a construção de um muro de segurança que está em construção em torno de toda Cisjordânia. Devido a tensão frequente entre israelenses e palestinos, a população de ambos os países deixam de contar com diversos materiais que por conta da guerra, não chegam aos países. Vasos de flores seriam objetos supérfluos em meio a triste situação dessas pessoas. Por isso, o meio encontrado para fazer um jardim, foi  utilizando os resíduos de uma guerra que parece infinita.

tDGJtEdQue bom que, mesmo em paisagens bastante destruídas pelo homem, podemos encontrar, através de atitudes como essa, fontes de beleza e de pureza. Curta nossa página e acompanhe mais histórias inspiradoras.

senUlGwImagens via Upsocl

Post por Arquitetura Sustentável

Anúncios